Passar para o conteúdo principal

Pandemia dos Oceanos

Pandemia dos Oceanos

Um mês depois de abrir as suas portas, o SEA LIFE Porto decidiu dedicar um novo espaço ao lixo dos oceanos e aos materiais descartáveis COVID-19.

A primeira instalação foi inspirada no momento que vivemos actualmente, que nos obrigou a dar mais utilização a objectos descartáveis, como máscaras, luvas e zaragatoas, que muitas vezes vão parar aos oceanos.

Para representar esta nova realidade, foi inaugurado no Sea Life um aquário cujos habitantes foram criados a partir de diferentes materiais descartáveis. "Desde peixes feitos a partir de máscaras, frascos e zaragatoas, a estrelas-do-mar criadas a partir de luvas e garrafas de gel desinfectante, passando por outras criaturas que nasceram da reutilização de aventais, mangas cirúrgicas, toucas e sacos descartáveis para pés", lê-se em comunicado.


"Infelizmente, com as necessidades criadas pela pandemia, voltamos a aumentar o uso dos materiais descartáveis e esta exposição serve para alertar para o potencial perigo deste consumo massificado. Não havendo alternativa, é fundamental que estes materiais acabem nos locais apropriados para o efeito e não no fundo dos oceanos”, acrescenta Rui Ferreira, director geral do Sea Life Porto, citado em comunicado.

Agora em permanência no Aquário Portuense, esta exposição promete consciencializar todos para o impacto dos nossos comportamentos nos Oceanos!